fbpx

Carro próprio: Saiba como e porque comprar

Aos brasileiros o sonho do carro próprio talvez só não seja tão popular como os desejos da casa própria, embora muitas pessoas prefiram ter um automóvel particular sem se importarem de pagar aluguel da moradia.

Com seu veículo próprio você tem mais autonomia para viver, trabalhar e curtir. No texto descubra as dicas e os passos sobre como fazer esta compra. Também aprenda razões que justificam a aquisição de automóveis novos, seminovos ou usados.

Como investir no carro próprio?

Você deve prestar atenção em algumas coisas na hora de comprar para evitar as surpresas desagradáveis geradoras de problemas no final das contas. Note o passo a passo:

1: Reconhecimento de um vendedor confiável

É difícil descobrir com cem por cento de certeza se um vendedor não está disposto a enganar apenas para vender. Então coloque em prática algumas regras comportamentais que ajudam na negociação:

  • Não caia na pressão do pessoal de vendas. Analise com calma e compre no seu tempo.
  • Um vendedor respeitável terá prazer em responder às suas perguntas e fornecer garantia de reparos adicionais nos casos da compra do carro próprio seminovo ou usado. Sempre exija contrato de compra (veja mais no passo 4).

2: Cuidado com os danos

Você só pode identificar danos no carro com uma inspeção completa. Não se apresse! Observe o veículo de dia.

Caso o carro estiver estacionado entre outros veículos ou em uma garagem peça ao vendedor para conduzi-lo. Se ele recusar talvez seja melhor procurar outra opção ou buscar novas lojas.

Caso seja possível procure inspecionar o veículo quando é lavado para detectar a presença de arranhões, ferrugem e outros danos.

Olho clínico

Desconfie se encontrar vestígios de spray de tinta no carro que servem para encobrir uma ou outra mancha de ferrugem. Em geral, o verniz deve ser uniforme e não ondulado, sem diferenças na cor.

Examine também no carro próprio as luzes, os pneus, e, na medida do possível, o conjunto dos discos de freio deve ser submetido à inspeção visual, assim como para realizar a análise de motor.

3: Teste drive

Escolha com cuidado, não selecione mais de 3 veículos.

Nenhum carro próprio deve ser comprado sem um teste-drive. Ao testar preste atenção especial aos ruídos do motor e chassi.

Não esqueça de averiguar a resposta do acelerador, dos freios e da direção. Acione limpadores de pára-brisa, luzes, ar condicionado e todos os outros recursos disponíveis.

4: De olho no contrato de vendas do carro próprio

Leia com atenção o contrato de compra e venda. Verifique se todos os detalhes estão registrados: Quando é a entrega, números de chaves, preço de compra, especificações dos juros, entre outros dados.

Pense duas vezes em assinar caso o vendedor se recuse a estabelecer acordos adicionais por escrito sobre acessórios extras como rádio ou um segundo conjunto de pneus.

5: Carro próprio e formas de pagamento

Conforme as ofertas das lojas você pode escolher diferentes métodos de pagamento. Alguns mais populares são informados adiante:

  • À vista: Normalmente com descontos acima do preço oferecido de início.
  • Uma parte à vista e outra a prazo.
  • Uma parte paga com o carro usado e outra à vista ou a prazo.
  • Parcelado conforme as opções oferecidas pela loja.
  • Financiamento para a compra do carro próprio oferecido por bancos.

6: Problemas de pós-compra

Por lei, os vendedores são obrigados a assumirem responsabilidade pelos problemas materiais e legais. Se um carro tiver defeitos logo depois da compra o comprador deve solicitar reparos, trocar ou até solicitar reembolso à loja.

Antes da venda, vendedores são obrigados a notificarem ao comprador sobre quaisquer defeitos significativos no carro próprio novo, seminovo ou usado.

Seguro: Tirando casos nos quais você compra um carro próprio usado vale a pena contratar algum seguro automotivo antes de ligar o veículo e seguir à estrada.

Por que investir no carro próprio?

Este é um investimento pesado que perde seu valor de compra a partir do momento que o veículo sai da concessionária.

Pense bem antes de comprar automotivos. Algumas razões que justificam a aquisição são:

  • Segurança
  • Trabalho
  • Diversidade de ofertas

Mais sobre cada ponto da lista é revelado abaixo:

Segurança

Muitas pessoas investem nos carros próprios por uma questão de segurança, já que utilizar transporte público é desconfortante e inseguro, principalmente nos horários noturnos.

Dependendo do seu orçamento reservado para realizar a compra é possível até investir na blindagem para a direção se tornar mais segura.

Trabalho

Uma das razões mais justificáveis para realizar a compra veicular é o trabalho. Por exemplo, dificilmente um motorista de aplicativos consegue lucrar bastante se não tiver seu carro próprio para oferecer as viagens.

A longa distância da sua casa até ao local de trabalho é também uma razão de investir, principalmente para você ter mais cômodo durante a viagem e menos chances de chegar com atraso.

Diversidade de ofertas

Embora carros próprios sejam caros, as lojas oferecem muitas possibilidades de planos para pagar por veículos, com condições que se ajustam aos diversos tipos de orçamentos dos brasileiros ativos na economia.

Onde comprar meu carro novo?

A possibilidade de comprar o seu carro novo pode ser em vários lugares, e isso dependerá apenas de sua situação.

Sendo assim você deverá considerar as seguintes forma de aquisição:

  • Boca a Boca: Comprando direto com o proprietário do carro.
  • Agência concessionárias: Onde você poderá comprar um carro 0 ou usado.
  • Sites ou aplicativos como: Webmotors, mercado livre e até mesmo OLX.

Para que você evite que sofra golpes ou que seja cobrado um valor muito exagerado em seu veículo, você pode consultar o valor de veículos na tabela Fipe clicando aqui.

Com a tabela Fipe você pode consultar quanto um veículo vale na tabela no momento e assim poder negociar melhor para o seu veículo.

Veja também como conseguir a sua casa própria clicando aqui.