fbpx

Fluxo de caixa: Por que é importante?

O fluxo de caixa é um indicador importante para a avaliação da posição de resultados de uma empresa, inclusive por poder ser manipulado via políticas de balanço no sentido de gerar estimativas futuras.

Isto tudo soa como algo confuso, correto? Calma. Ao prosseguir lendo você entenderá melhor a importância por trás do conceito.

Fluxo de caixa é a alma dos registros financeiros

Apesar de seu caráter hipotético, o fluxo de caixa sem dúvidas tem importância para a avaliação da estrutura corporativa e por prever os riscos de endividamento. Também serve com fins de contabilizar a disponibilidade aos investimentos, pagamentos de dívidas ou lucros da empresa.

Alguns índices importantes baseados no fluxo de caixa são:

  • Retorno do investimento
  • Fluxo em risco
  • Taxa de rotatividade
  • Nível da dívida
  • Entre outros dados

Agora vamos conhecer as 6 importâncias do fluxo de caixa atualizado:

1: Os diferentes objetivos

O fluxo de caixa serve como um indicador de lucro à análise de negócios. Na sua forma mais simples representa os valores brutos ou o total gerado pela empresa.

Esta contabilidade pode funcionar para analisar disponibilidade de verbas aos custos, investimentos e imprevistos futuros. Também há importância para calcular o fluxo de caixa líquido ou livre e os saques após a dedução do balanço patrimonial.

2: Demonstrações periódicas de capital financeiro

Outro ponto importante do fluxo de caixa é que ele mostra de forma direta a entrada de dinheiro que uma empresa teve durante um certo período, por exemplo, dentro de determinado projeto ou mês.

Resumidamente esta contagem mostra a diferença entre as entradas monetárias que um negócio recebe e saídas de quantias financeiras, de modo periódico. Tal contagem é popular por demonstrar quais são as modificações de capital ao longo do tempo.

3: Fáceis especificações de receitas e gastos

Ao contrário de outros índices corporativos complexos o fluxo de caixa não exige cálculos avançados, apresentando uma determinação direta para depósitos e saques, com alguns programas que realizam as contas de forma automática para informar diversas perspectivas de resultados.

Todas as receitas e despesas são deduzíveis do lucro anual durante um determinado período de pagamento. Portanto leve em consideração que nem todos os fundos que aumentam ou reduzem o excedente estão disponíveis para a empresa como dinheiro na conta aual.

4: Poder de autofinanciamento

Quanto dinheiro (não lucro) foi gerado? Qual é o saldo de depósitos e saques? A revelação das respostas está disponível de maneira objetiva no fluxo de caixa.

Especificamente, este recurso atribui um valor ao poder de autofinanciamento da empresa e indica quantos fundos líquidos fluem ao caixa, ou seja, revela como o negócio é capaz de fazer investimentos do próprio bolso ou pagar as contas sem solicitar empréstimos de bancos.

Contabilizar a fluidez do caixa é também uma medida da segurança financeira corporativa.

5: Análises contra o endividamento

Evitar um efeito negativo é ainda mais importante do que o foco no fluxo de caixa positivo.

Muitos empresários acham difícil imaginar que podem aumentar o lucro e reduzir fluxo de caixa. No entanto, esse é o caso, por exemplo, quando os produtos têm custos totais de produção muito elevados.

Outro caso é se existe um número extenso de contas a receber que apenas aumentam os lucros no papel, mas ainda não estão disponíveis para a empresa como fundos líquidos.

Ao analisar o fluxo de caixa você sabe se é possível estender prazos de pagamento sem prejudicar as finanças corporativas e ameaçar a sobrevivência do seu empreendimento.

6: Ampliar o olhar aos horizontes do futuro

O valor atual de uma empresa é composto pela soma de seus fluxos de caixa orientados a produtos ou serviços (com desconto) – cada produto é visto como um projeto separado, com uma fase de investimento e marketing, incluindo pós-venda.

Todo o ciclo de vida do produto é levado em consideração na contabilidade. Exemplificando, se os bens inovadores planejados pela empresa estão agora mais rápidos no mercado há um efeito positivo na análise do fluxo de caixa devido ao fator tempo.

Além das entradas ou saídas o fluxo de caixa também se concentra nas metas futuras e as atribui a projetos específicos.

Mesmo que o fluxo não seja afetado de maneira tangível, este índice fornece uma imagem valiosa do desenvolvimento futuro e das áreas de negócios nas quais as correções são necessárias para serem desenvolvidos.

Fatoração inteligente

Negociar com sabedoria é uma excelente maneira de melhorar o fluxo de modo permanente. Exemplo: Você vende um ou mais valores a receber e recebe seu dinheiro em poucos dias, prolongando o prazo de pagamento sem prejudicar as finanças do negócio.

Como resultado as demandas se tornam fundos disponíveis, os valores pendentes são reduzidos, há clientes fiéis e você está melhor preparado para choques futuros ou necessidades de investimento repentino – tudo graças ao planejamento do fluxo de caixa.

Estas foram as 6 importâncias que justificam a razão de você investir neste tipo de contabilidade que pode salvar sua empresa de surpresas negativas.

Veja clicando aqui mais algumas dicas para o seu negócio próprio.

Aplicativos para fluxo de caixa

Hoje, devido ao avanço da tecnologia, você não precisa fazer quase nada em papel e caneta. Sendo assim aconselhamos que utilize aplicativos para fluxo de caixa, pois o mesmo já estará completo e moldado.

Desta forma você só precisará entender a ferramente e utiliza-la. Sendo assim considere os seguintes aplicativos para fluxo de caixa:

Com esses aplicativos você poderá anotar qualquer valor que entra e sai de sua empresa, e assim ter um melhor controle do seu negócio.